fbpx

Empresa chinesa deve assumir a linha 6-Laranja do Metrô

O jornal O Estado de São Paulo divulgou nesse sábado (19/10) que a chinesa CR20, subsidiária da China Railway Construction Corporation (CRCC), foi escolhida pelo consórcio Move São Paulo – formado por Odebrecht, Queiroz Galvão e UTC – para negociar a compra da concessão da Linha 6–Laranja do Metrô da capital.

Além da empresa chinesa, outras duas empresas disputavam a compra da concessão da Linha 6-Laranja: a espanhola Acciona e a americana KT2. Mas a proposta da empresa asiática foi considerada venceu por ser mais vantajosa.

O consórcio Move São Paulo tem até novembro para concluir a negociação. Se não houver um acordo até lá, haverá a caducidade (extinção) da concessão da linha. A CR20 apresentou uma proposta vinculante no início da semana. Uma resposta foi enviada por meio de uma carta à companhia chinesa, aceitando a oferta, mas com algumas condições. A empresa chinesa não respondeu até então.

Concluídas as negociações, é preciso assinar o contrato de compra e venda da Linha 6 e passar pela aprovação do Estado. O governador João Dória (PSDB) já manifestou simpatia pela transferência da concessão para os chineses.


As obras da linha 6-Laranja foram paralisadas em setembro de 2016, devido a dificuldade alegada pelo consórcio Move SP para obter R$5,5 bilhões com o BNDES. 

O projeto da linha é de 15 estações, com 15,3 km de extensão, ligando a Brasilândia a estação São Joaquim, fazendo conexão com as linhas 1-Azul (Metrô), 4-Amarela (ViaQuatro), 7 e 8 (CPTM).

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

Aílton Donato

Cristão, paulistano, técnico em manutenção automotiva, empreendedor digital, criador dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo nas redes sociais e do site Via Coletivo. Sonoplasta nas horas vagas e apaixonado por Mobilidade Urbana, em especial pelo sistema sobre trilhos.