Confira medidas no transporte contra o coronavírus

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (16/03) medidas que estão sendo implementadas pelo estado para combater o coronavírus.

No transporte público, funcionários que trabalham em bilheterias passaram a usar luvas e tem álcool em gel a disposição. Foi reforçada a necessidade de usar máscara, luvas e óculos de proteção nos atendimentos de primeiros socorros.


Trens e estações terão a limpeza diária intensificada, além dos banheiros. Além disso, haverá também uma atenção maior a reposição de sabonetes.

Passageiros irão receber orientações pelos monitores de TV existentes no interior dos trens, com mensagens institucionais do Governo do Estado sobre o coronavírus. Lojistas estabelecidos nas estações receberão comunicados com dicas de higienização dos seus espaços.

No Metrô, funcionários com idade igual ou superior a 70 anos e os que retornaram de viagens a outros países foram liberados para home office. Reuniões e treinamentos presenciais foram suspensos. A companhia irá custear parcialmente vacinas contra a gripe para empregados com menos de 55 anos.

CPTM

Na CPTM, a higienização foi intensificada nas estações e trens, bem como a fiscalização de reposições de itens de limpeza dos banheiros, como sabonete e papel higiênico. Todas as estações possuem cartazes informando sobre os meios de prevenção contra a doença. Avisos sonoros com orientações são divulgados nos trens, estações e monitores de TV.

Da mesma forma que o Metrô, a CPTM liberou funcionários com idade igual ou superior a 70 anos e que retornaram de viagens a outros países para home office. Além disso, Funcionários das bilheterias passaram a usar luvas e tem álcool em gel a disposição.

Viagens do Expresso Turístico estão suspensas por tempo indeterminado. Além disso, as vendas de bilhetes para as próximas datas do passeio também foram suspensas. A CPTM informou que irá anunciar as regras para remarcação ou pedido de reembolso.

Já os ônibus serão higienizados pelo menos duas vezes por dia. Além disso, o governador disse que espera uma redução “bastante sensível” na utilização do metrô, trens e ônibus na região metropolitana de São Paulo com as medidas que foram tomadas pelo governo para diminuir a circulação de pessoas.


De acordo com o governador, “dada essa redução que haverá, vamos avaliar se ela é suficiente ou não para manter seguros os terminais de embarque e desembarque coletivo e a utilização do transporte coletivo”.

Medidas da Prefeitura

De acordo com a Prefeitura de São Paulo, idosos devem evitar o uso de transporte público para conter o coronavírus. A recomendação foi feita pelo fato dos idosos fazerem parte do grupo de risco de contaminação.

Além disso, a Prefeitura fez um acordo com as empresas de ônibus para fazer a higienização dos coletivos ao fim de cada viagem. De acordo com Edson Caram, Secretário Municipal de Transportes, “depois que o ônibus chega no terminal ele tem que passar por uma nova limpeza para que o pessoal que venha a subir no ônibus, suba em um ônibus limpo”.

Avisos sonoros e cartazes nos terminais de ônibus irão orientar os usuários. Além disso, álcool em gel também será disponibilizado para os passageiros higienizarem as mãos.

A SPTrans também recomendou que idosos evitem ir aos postos da empresa. A orientação é de que o grupo busque atendimento online, pelo e-mail [email protected].

Além disso, o rodízio municipal de veículos será suspenso por tempo indeterminado a partir de amanhã, dia 17.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Assim você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação e outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.

Deixe uma resposta