fbpx

Vendedores Ambulantes vendem Álcool em Gel falsificado nos trens da CPTM

Na última terça-feira, dia 17 de março, os guardas da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) apreenderam 83 frascos de álcool líquido com gel de cabelo que estavam sendo vendidos por vendedores ambulantes na estação Júlio Prestes da Linha 8-Diamante.

Além disso, também foi apreendido com os vendedores ambulantes álcool líquido e gel de cabelo. De acordo com a reportagem do Jornal Metro, os frascos são transparentes, de 100 gramas, sem qualquer identificação e com o líquido espesso, diferente do original.


O Procon não recomenda a compra do produto caso este não tenha o selo da Anvisa. Vender álcool em gel sem o selo é considerado crime e a pena varia de 4 a 8 anos de prisão.

VEJA TAMBÉM:
Confira medidas no transporte contra o coronavírus
PL exige dispensadores de álcool em gel nos transportes
SPTrans suspende passe livre e meia tarifa para estudantes

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes

Aílton Donato

Cristão, paulistano, técnico em manutenção automotiva, empreendedor digital, criador dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo nas redes sociais e do site Via Coletivo. Sonoplasta nas horas vagas e apaixonado por Mobilidade Urbana, em especial pelo sistema sobre trilhos.