fbpx

SP: Prefeitura tapa buracos em faixas e corredores de ônibus

Por meio da SPTrans e da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), a Prefeitura de São Paulo anunciou já ter tapado mais de 1800 buracos em corredores exclusivos e faixas de ônibus na cidade.

De acordo com a prefeitura, 45 vias já receberam reparos no pavimento, entre elas a Radial Leste, Celso Garcia, Belmira Marin, Interlagos, Engº Armando de Arruda Pereira, Brig. Luís Antônio, Santo Amaro, Washington Luiz, 23 de Maio e Senador Teotônio Vilela.


A ação começou no dia 3 de março, após o contrato com o consórcio vencedor da licitação ser assinado.

55 trabalhadores atuam em cinco frentes de trabalho em vias diferentes, no período das 21:00 às 04:00, horário em que os serviços causam menor impacto à circulação do transporte público.

Os próximos reparos no pavimento estão previstos para as avenidas Prof. Francisco Morato, Aricanduva e Brigadeiro Faria Lima, além da Estrada do Campo Limpo.

De acordo com a SPTrans, vias com maior circulação de ônibus e com mais buracos recebem prioridade no cronograma de trabalhos.

O investimento para manter o pavimento em condições é de R$ 52 milhões por um período de doze meses, com possibilidade de aditamento.


Além das obras de tapa buraco, a licitação para a contratação da empresa que fará a troca do pavimento de cem paradas de ônibus em vias onde não há corredores exclusivos está em andamento.

Locais onde os pontos de ônibus possuem grande movimentação terão o pavimento de asfalto trocado por concreto.

Segundo a SPTrans, o pavimento de concreto é ideal para trechos de tráfego intenso e repetitivo de veículos mais pesados, como os ônibus.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.

Deixe uma resposta