fbpx

Furtos e vandalismo em semáforos de SP crescem 15% no 1º trimestre

De acordo com informações da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), as ocorrências de furtos e vandalismo em semáforos da cidade de São Paulo cresceu 15% no 1º trimestre deste ano.

Entre janeiro e março, foram registradas 619 ocorrências. Em média, 7 semáforos foram danificados todos os dias.


O número representa um aumento de quase 15% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 547 ocorrências.

De acordo com a CET, somente nos três primeiros meses de 2020, 56 quilômetros de fiação elétrica foram reinstalados.

De acordo com a companhia, a tendência para o segundo trimestre é de mais aumento. Na primeira quinzena de abril, 233 ocorrências de furtos e vandalismo foram contabilizadas, elevando a média para 15 por dia.

22 quilômetros de fiação elétrica do sistema semafórico foram reinstalados somente na primeira metade deste mês.

Durante todo o ano passado, foram registradas pela CET 1.969 ocorrências de furtos e vandalismo de componentes semafóricos na cidade. Além disso, cerca de 176 quilômetros de cabos elétricos foram furtados.

Em 2018, o registro foi de 1.911 ocorrências de furtos e vandalismo, além de 90 quilômetros de cabos elétricos furtados.

De acordo com a CET, o vandalismo de um controlador pode afetar o funcionamento de até cinco cruzamentos semaforizados numa mesma região.

A área central de São Paulo costuma concentrar o maior número de falhas ocasionadas por furtos ou vandalismo. No entanto, a companhia verificou um aumento significativo na região leste neste ano.

A CET afirma que mantém conversas frequentes com a Secretaria de Segurança Pública, Polícias Civil e Militar e a GCM para a adoção de medidas que combatam essas ações.


Para evitar esse tipo de ocorrências, a companhia informou que tem feito o alteamento dos controladores semafóricos, concretagem e soldagem das tampas das caixas de passagem da fiação e das janelas de inspeção das colunas semafóricas.

Além disso, a companhia também informou quais foram os cruzamentos recordistas de furtos neste ano e no ano passado. Confira abaixo:

2019
  • R. Cons. Brotero X R. Dr. Candido Espinheira
  • Av. Angélica X R. Martinico Prado
2020
  • Es. Do Imperador X R. Trevo de Santa Maria
  • R. Martim Francisco X R. Jaguaribe
  • R. Dna Veridiana X R. Martinco Prado
  • Al. Barros X R. Dr. Gabriel dos Santos
  • R. Luis Mateus X R. Santana do Rio Preto

A capital tem o maior parque semafórico do Brasil, com 6.562 cruzamentos e travessias semaforizadas.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.

Deixe uma resposta