fbpx

Máscaras são colocadas nos retratos artísticos da estação Sumaré

O Metrô de São Paulo anunciou que está desenvolvendo ações de conscientização para alertar a população sobre a importância do uso de máscaras de proteção.

Uma das ações será a “colocação de máscaras” na obra de retratos da estação Sumaré, da linha 2-Verde. A medida está sendo feita pelo próprio autor da obra, o artista Alex Flemming, a partir das 09:30 desta quarta (06).


De acordo com o Metrô, o material utilizado para a ação foi doado. O design foi elaborado pelo próprio artista, que irá instalar as máscaras de maneira artística nos 44 retratos nos vidros das duas plataformas da estação.

A obra foi inaugurada em 1998, ano de abertura da estação, e leva o mesmo nome do local (Estação Sumaré). Consiste em 44 painéis de 1,75 metro de altura por 1,25 metro de largura.

A instalação artística retrata toda a diversidade de São Paulo com pessoas anônimas que parecem observar o movimento da estação. A técnica utilizada para a obra foi a impressão sobre vidro em processo industrial, com a utilização de alumínio e tinta vinílica.


O Metrô informou que essa é apenas uma das ações de conscientização que a companhia vem promovendo.

A companhia tem passado mensagens e campanhas de orientação aos usuários, e colocou máscaras na frente de 9 trens das linhas 1-Azul, 2-Verde e 3-Vermelha, sendo três composições em cada uma das linhas.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.

Deixe uma resposta