fbpx

Em Campinas, obras do BRT Campo Grande avançam para nova etapa

A Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) anunciou que uma nova fase das obras do Corredor BRT (Bus Rapid Transit – Ônibus de Trânsito Rápido) Campo Grande, na região do Jardim Nova Esperança, será iniciada a partir da próxima segunda (25).

Serão realizados trabalhos de execução de drenagem e pavimentação do BRT, em novo trecho da Avenida John Boyd Dunlop (JBD). De acordo com a EMDEC, a previsão de duração das obras é de 60 dias.


Devido às obras, haverá uma nova dinâmica de circulação na região, que será implantada de forma sequencial. Confira mais detalhes abaixo:

-Veículos trafegando na Avenida John Boyd Dunlop, sentido Centro – bairro, para acesso ao Nova Esperança: deverão retornar na altura da estrada municipal de acesso à Hortolândia, localizado a cerca de 950 metros do atual acesso ao bairro.

-Veículos do Nova Esperança em direção ao bairro: são duas opções. A primeira é realizar o retorno, via John Boyd Dunlop, na altura da linha férrea, distante cerca de 1.700 metros. A segunda é pelas vias internas do Bairro Jardim Maracanã, acessando a Avenida JBD na altura da Praça da Concórdia.

Não haverá mudança para veículos trafegando na Avenida JBD, oriundos do bairro para acesso ao Nova Esperança e saindo do Nova Esperança em direção ao Centro.

As obras do BRT na região ocorrem desde março de 2019. A EMDEC informou que os motoristas já estão acostumados com o tráfego na região.

Carlos José Barreiro, secretário de Transportes e presidente da Emdec, disse que as obras “prosseguem a todo vapor” e que “a administração municipal realiza um gigantesco esforço para entregar tudo no prazo estipulado”.


BRT Campo Grande

O BRT Campo Grande terá 17,9 km de extensão, saindo da região central, ao lado do Terminal Mercado, seguindo pelo leito desativado do antigo VLT, Avenida JBD, passando pelo Terminal Campo Grande e chegando ao Terminal Itajaí.

O Jardim Nova Esperança está inserido dentro do Lote 2, Trecho 3, da implantação do BRT, que compreende o Viaduto da Rodovia dos Bandeirantes até o Terminal Campo Grande, totalizando 6,4 quilômetros. A responsável pela execução das obras é a empresa Construcap – CCPS Engenharia e Comércio.

Os três corredores BRT do município – Campo Grande, Ouro Verde e Perimetral – somam 36,6 km de extensão. O projeto contempla 18 pontes e viadutos, 37 estações e seis terminais.

Com custo total de R$ 451,5 milhões, a entrega total da obra está prevista para este ano e beneficiará, diretamente, 450 mil pessoas.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.

Deixe uma resposta