fbpx

Metrô de SP autoriza início da fabricação de trens da Linha 17-Ouro

A ordem de serviço para a fabricação de 14 trens do monotrilho da Linha 17-Ouro foi assinada pelo Metrô de São Paulo na última terça (26).

O documento permite também a colocação de portas de plataforma nas oito estações da linha, além da instalação dos sistemas de controle e sinalização.


Silvani Pereira, presidente do Metrô, disse que “com a assinatura desta ordem de serviço, queremos retomar o quanto antes as atividades para fabricar os trens que vão beneficiar a quase 200 mil pessoas todos os dias.

A fabricação dos trens será de responsabilidade da empresa BYD. O serviço será iniciado com a elaboração do projeto executivo e fabricação do primeiro trem.

A composição deverá estar pronta em até 720 dias para aprovação do Metrô, permitindo a montagem das outras 13 composições.


O contrato com a BYD tem valor de R$ 989 milhões e prazo de 38 meses, e contempla também a instalação dos sistemas de captação de energia, redes de fibra óptica, controle centralizado, máquina de lavar trens, veículos de inspeção e manutenção de via, além de vigas para testes dos trens.

O trecho prioritário da Linha 17-Ouro terá 8 estações e 7,7 km de extensão. Ligará o Aeroporto de Congonhas à estação Morumbi, possibilitando a integração com as linhas 5-Lilás do Metrô e 9-Esmeralda da CPTM.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.