fbpx

Ocorrências de furtos e vandalismo em semáforos de SP crescem 67%

Entre janeiro e maio deste ano, foram registradas 1.567 ocorrências. Ou seja, 11 semáforos, em média, foram danificados todos os dias.

Trata-se de um aumento de 67% em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registradas 938 ocorrências.


Segundo a CET, 142 quilômetros de fiação elétrica foram reinstalados somente nos cinco primeiros meses deste ano. A companhia informou que a tendência para o mês de junho é de mais aumento.

Em maio, foram registradas 480 ocorrências de furtos e vandalismo, elevando a média para 16 ocorrências diárias. Cinquenta e quatro quilômetros de fiação elétrica do sistema semafórico foram reinstalados no mês.

Em 2019, a CET registrou 1.969 ocorrências de furtos e vandalismo de componentes semafóricos na cidade de São Paulo. Aproximadamente 176 quilômetros de cabos elétricos foram furtados.

Já em 2018, foram 1.911 ocorrências, totalizando 90 quilômetros de cabos elétricos, além de componentes eletrônicos de energia e volume.

De acordo com a CET, o vandalismo de um controlador pode afetar o funcionamento de até cinco cruzamentos semafórizados na mesma região.


Locais recordistas de furtos em 2020

A CET informou que a área central da cidade costuma concentrar o maior número de casos de furtos ou vandalismo. No entanto, neste ano verificou-se um aumento significativo na Zona Leste.

Os locais recordistas de furtos neste ano são as avenidas Braz Leme, Abraão Ribeiro, Duque de Caxias, Avenida do Estado, Inajar de Souza, Nagib Farah Maluf, Norma Pieruccini Giannotti, Sapopemba, Oliveira Freire, e a Rua da Consolação.

Também se verificou um aumento nas apreensões em flagrante. Foram seis de março a maio. A CET informou que “trabalha em conjunto com a Secretaria de Segurança Pública, Polícias Civil e Militar e a GCM para a adoção de medidas que combatam esse tipo de crime tão nocivo à cidade”.

A Capital tem o maior parque semafórico do Brasil, com 6.567 cruzamentos e travessias semaforizadas.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.

Deixe uma resposta