fbpx

Prefeitura de SP manteve 84% da frota de ônibus circulando nesta segunda (20)

A Prefeitura de São Paulo manteve 84% da frota de ônibus em circulação na Capital nesta segunda (20), contrariando uma decisão do Tribunal de Justiça, que havia determinado a operação de 100% da frota.

O pedido para retomada da operação de toda a frota foi feito pelo Sindicato dos Motoristas e Trabalhadores em Transporte Rodoviário Urbano de São Paulo (Sindmotoristas).


O Tribunal fixou multa de R$ 50 mil por dia, em caso de descumprimento. O sindicato informou que a redução da frota provocou aglomerações nos coletivos durante a crise sanitária, apesar da necessidade de distanciamento social.

A Prefeitura informou que aguarda a publicação da decisão, e que irá recorrer.

Na última quinta (16), o Prefeito Bruno Covas disse que o custo para colocar a medida em prática seria de mais de R$ 300 milhões.

A Prefeitura afirma que a decisão do tribunal se trata de uma ação judicial movida por interesses das empresas do setor, e que a frota em circulação atualmente é adequada para a demanda.

*Com informações do Portal G1

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.