fbpx

Emissão do bilhete do desempregado da CPTM é retomada

A CPTM retomou a emissão do Bilhete do Desempregado nesta quinta (03). A emissão estava suspensa desde o final de março devido a crise sanitária.

Foram feitas mudanças no atendimento. Agora, o trabalhador deverá inicialmente encaminhar um e-mail para o endereço [email protected], com fotos dos documentos ou print, caso as carteiras de trabalho e de identidade sejam digitais.


Documentos que devem constar no e-mail
  1. RG
  2. CPF
  3. Rescisão do contrato de trabalho
  4. Página da carteira de trabalho (três páginas):
    a. Com a foto;
    b. Com os dados pessoais; e,
    c. Com o registro do último emprego.

Todas as informações devem estar legíveis. Após o envio da documentação, a CPTM irá enviar uma confirmação automática de recebimento. Os dados serão analisados e respondidos em até três dias úteis.

Caso as informações estejam corretas, o trabalhador receberá um e-mail com a data e horário para a retirada do bilhete no posto localizado na Estação Palmeiras-Barra Funda.

No caso das informações estarem incorretas ou ilegíveis, será enviado um e-mail solicitando a correção.


O atendimento presencial acontecerá somente mediante agendamento prévio. A CPTM só irá atender trabalhadores que tenham recebido a confirmação da data e horário para a retirada.

De acordo com a CPTM, o atendimento será iniciado na próxima terça (08).

A credencial para o trabalhador desempregado tem validade de 90 dias. É fornecida para quem tenha registrado em sua Carteira Profissional, emitida pelo Ministério do Trabalho, a baixa no último emprego há mais de 30 dias e menos de 180 dias.

Bilhete do desempregado do Metrô

A emissão do Bilhete do Desempregado do Metrô está sendo realizada com horário reduzido, das 10 às 14:00. Para se cadastrar o interessado deve seguir até a Estação Marechal Deodoro, da Linha 3-Vermelha do Metrô. O cadastro é realizado mediante a apresentação do RG, CPF, carteira de trabalho com a baixa do último emprego e o último termo de rescisão de contrato de trabalho.

Assim como na CPTM, o Bilhete do Desempregado do Metrô tem validade de 90 dias. Vale lembrar que é preciso apresentar a carteira de trabalho junto ao bilhete caso algum funcionário do Metrô solicite.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.

Deixe uma resposta