fbpx

ALELUIA! Obras da linha 6-Laranja serão retomadas nesta terça, dia 6

As obras da linha 6-Laranja do Metrô de São Paulo serão finalmente retomadas nesta terça-feira, dia 6 de outubro. O anúncio foi feito pelo governador João Doria, em entrevista coletiva realizada no Palácio dos Bandeirantes nesta segunda-feira (5).

Segundo Doria, as obras serão concluídas em até 5 anos, contando a partir de amanhã. Em outras ocasiões, a promessa era de que a construção do ramal seria feita em 4 anos.


Ao todo, serão investidos R$ 15 bilhões nas obras. Além disso, a expectativa é que sejam gerados 9 mil empregos provenientes do setor privado com acompanhamento do governo do estado de São Paulo.

Promessas

A linha 6-Laranja irá beneficiar muito os moradores da Zona Norte. A linha irá ligar a região da Brasilândia ao centro de São Paulo, na estação São Joaquim.

A construção do ramal foi anunciada em 2008 pelo então governador José Serra do PSDB. O tucano prometeu algo jamais realizado na história de São Paulo, entregar uma linha de Metrô em apenas 2 anos. Com o início previsto para 2010 e conclusão prometida para 2012.

Porém, para honrar o velho costume da classe política de prometer e não cumprir, as obras só foram iniciadas em 2015, já na gestão do também tucano Geraldo Alckmin, com a promessa de conclusão para 2020.


No entanto, em 2016, um ano após o início das obras, o consórcio responsável, a Move São Paulo, alegou dificuldades em seguir com a construção por não conseguir obter do BNDS um empréstimo de R$ 5,5 bilhões.

O consórcio era formado pelas empresas Odebrecht, Queiroz Galvão e UTC. Construtoras famosas do grande público por estarem diretamente ligadas a casos de corrupção e envolvimentos em inquéritos da Operação Lava-Jato.

Esses envolvimentos nebulosos, como corrupção e desvios de dinheiro público, dificultaram a obtenção do empréstimo junto ao banco federal. Por essa falta de recursos, as obras da Linha 6-Laranja foram paralisadas.

Em novembro de 2019, conforme informou o Via Coletivo, a construtora espanhola Acciona fechou um acordo para comprar do Consórcio Move SP a concessão de construção da linha.

O contrato de cessão entre as duas partes foi assinado no início deste ano. A concessão contempla as obras civis, sistemas, fornecimento de material rodante, operação, conservação, manutenção e expansão da Linha 6-Laranja do Metrô.

Sobre a Linha 6-Laranja

O projeto da linha é de 15 estações, com 15,3 km de extensão. A linha 6-Laranja irá fazer conexão com as linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô e linhas 7-Rubi e 8-Diamante da CPTM. A expectativa é que a linha transporte cerca de 633 mil passageiros nos dias uteis.


Após a conclusão das obras, a Acciona terá 25 anos para realizar a exploração comercial da linha. No entanto, esse tempo pode ser descontado caso a construtora espanhola atrase o cronograma das obras.

Opinião

A nós, meros mortais, só nos resta esperar e ver se de fato essa nova promessa será cumprida. A espera do ramal é muito aguardada pela população, mas não há muitas esperanças de sua conclusão. Muitos até brincam dizendo que seus netos ou tataranetos verão a conclusão das obras.

Descrença essa bastante compreensível, tendo em vista as muitas promessas feitas pela gestão PSDB, que comanda o estado mais rico do Brasil a 25 anos consecutivos.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube, em nossas redes sociais como o FacebookTwitter e Instagram. Desse modo, você poderá acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras matérias relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

Aílton Donato

Cristão, paulistano, técnico em manutenção automotiva, empreendedor digital, criador dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo nas redes sociais e do site Via Coletivo. Sonoplasta nas horas vagas e apaixonado por Mobilidade Urbana, em especial pelo sistema sobre trilhos.