fbpx

Uso de máscaras no transporte público de SP segue obrigatório

O governador do estado de São Paulo João Doria (PSDB) assinou nesta quinta (17) o decreto que encerra a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção em locais fechados.

No entanto, o uso da proteção segue obrigatório no transporte público (ônibus, metrô, trens e respectivos locais de acesso de embarque e desembarque), assim como em locais de prestação de serviços de saúde.


Por meio do Decreto 61.149, de 17 de março de 2022, a Prefeitura da capital também estabeleceu que a obrigatoriedade do uso da máscara no transporte público.

De acordo com a gestão municipal, o transporte individual por táxi e aplicativo é considerado de uso coletivo e, portanto, o uso de máscaras também deve ser mantido nestes veículos.

A decisão de encerrar a obrigatoriedade do uso da proteção em locais fechados foi baseada em análises técnicas do Comitê Científico de São Paulo.


Especialistas levaram em consideração o índice de vacinação com duas doses no estado, que atingiu a meta definida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde (MS) de 90% da população elegível, ou seja, acima de 5 anos imunizada.

Enfim, Gostou da matéria?

Então, siga o Via Coletivo no canal do YouTube , em nossas redes sociais como o Facebook , Twitter e Instagram . Desse modo, você pode acompanhar tudo sobre Trens, Metrô, Ônibus, Uber, Aviação, bem como outras coisas relacionadas a Mobilidade Urbana e Transportes.

David Molina

David Molina

Paulistano, budista, fotógrafo, entusiasta do transporte público, editor dos perfis CPTM da Depressão e Metrô SP Depressivo no Facebook.